sábado, 28 de dezembro de 2013

PROJETO PRESENÇAS POR CLÉIA ALVES


    O projeto “Presenças” promoveu um encontro de duas culturas diferentes entre Brasil e França tendo as cidades de Manaus e Marselha como palco para a concretização das atividades através de residências, oficinas, palestra, encontros, bate papos e apresentações artísticas nos meses de fevereiro, março, agosto, setembro e novembro de 2013.

    Para mim foi feito o convite para participar do projeto na parte do registro audiovisual pelo qual me senti presenteada com um trabalho dessa natureza.

    O registro do projeto foi muito gratificante para mim como artista investigadora, pois um olhar de fora sempre instiga e visualiza algo que vai mais além do que os olhos podem registrar no momento da ação. Um recorte, um ângulo, uma expressão, uma emoção nos diz muito sobre aquele que se move e infinitas são as suas leituras e releituras e penso que isto ajudou um pouco na procura daquilo que Patrick Servius e os artistas envolvidos estavam investigando para a criação da obra.

    A residência em Manaus foi um trabalho de investigação que provocou muitas emoções e sensações tanto para o coreógrafo quanto para os que estavam envolvidos no processo de investigação e criação. O coreógrafo Patrick Servius pôde perceber que entender sobre outra cultura pela qual não tinha um tempo maior para um estudo aprofundado, ( e digo que nem todo o tempo seria suficiente para um entendimento pleno) deveria ser um trabalho muito cuidadoso e sensível para que o resultado pudesse ser satisfatório para todos.

    A importância de Presenças foi um intercâmbio cultural entre a cultura da região norte do Brasil, um lugar quente e úmido com um clima que age sob o comportamento das pessoas que nela vivem e uma cidade mediterrânea no sul da França, local que recebeu os artistas do Brasil muito bem e que propôs um acolhimento buscando entender e compartilhar ideias e conhecimentos dos amazonenses.

    Penso que os artistas envolvidos puderam perceber a importância de saber sobre sua cultura e identidade, saber o valor do seu fazer artístico e a importância que isto tem em suas vidas.

    “Presenças” veio em um momento muito importante para o movimento da dança em Manaus porque este propôs um novo modo de manter as atividades da Contem Dança Cia através do intercâmbio internacional. O projeto Presenças só veio confirmar que existem meios de manter um trabalho sério de pesquisa, investigação e manutenção de nossa cultura avançando e ampliando num sentido da multiplicidade das artes. 

    Espero que este projeto tenham vida longa e que outros artistas possam ampliar a rede de conhecimento e compartilhamento de ideias e criações.

 

Cléia Alves
Professora de Dança


segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Olhar de Kenjah sobre "Presenças"



Aux racines de la mémoire du corps...

Interroger la présence de l’Homme au monde c’est, nous donne à voir le chorégraphe Patrick Servius, retremper dans la mangrove primordiale d’où la vie s’est échappée de sa moite intériorité pour projeter ses racines sur les rives de la matière et du mouvement. La présence est ce projet d’élévation qui, de la gravité de nos ancrages à la terre aux fulgurances du corps, nous porte à l’Autre et au partage. La présence est cette tresse des flux mémoriels qui agite l’infinie recomposition du corps et de ses désirs. Ainsi danse la dernière création de la Cie du Rêve de la Soie, qui va puiser dans la densité amazonienne de Manaus (Brésil) la dramaturgie charnelle des pulsions primitives et l’entrelacs initiatique des émergences collectives. Le corps, cette grande foule solitaire, s’enlace, s’élance, s’alliance au ballet des tensions, sur la ligne de crête des cinq traces qu’exhale la transe des artistes sur les percussions intimes de la Forêt et du Fleuve. Comme autant de Présences, intenses et sensibles. Comme autant de remontées vers l’essence d’où fleurissent les gestes et le mouvement. Alors, par le rituel ancestral de la liberté convoquée, une paix nouvelle se dresse, enfin couronnée de la Parole. A l’appel en nous-mêmes de l’humain et de la beauté. On comprend ainsi l’impératif de sortir de soi pour se (re)trouver, de risquer l’en-aller vers la différence pour mieux peser de son poids propre. Et l’urgence de libérer l’espérance des peurs que la mémoire du corps archive dans l’inconscient de notre pure humanité... Sans doute est-ce là la plus essentielle leçon que nous offre ce projet fraternel et ambitieux où les foisonnements fascinants du Nouveau Monde enfantent l’horizon éternel de la Vie...

Kenjah, Marseille 2013

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

PRESENÇAS NO G1 AM


17/10/2013 22h32 - Atualizado em 17/10/2013 22h32

Manaus recebe apresentações gratuitas do espetáculo 'Presenças'

'Presenças' teve estreia no último mês, no Teatro Amazonas.
Espetáculo é fruto de intercâmbio com companhia francesa.

Do G1 AM




Espetáculo 'Presenças' teve estreia no Teatro Amazonas' (Foto: Divulgação)Espetáculo 'Presenças' teve estreia no Teatro Amazonas (Foto: Rafael Lins/Divulgação)
O espetáculo 'Presenças' terá apresentações gratuitas, neste fim de semana, em Manaus. Após estrear no Teatro Amazonas, no último mês, 'Presenças' será exibido no Teatro José Lindoso, Sesc Centro, localizado na rua Henrique Martins, 427, às 20h da sexta-feira (18) e do sábado (19).
saiba mais
Realizado pela Contém Dança Cia., o espetáculo nasceu de um intercâmbio com a companhia francesa Le Rêve de la Soie, de Marselha, e tem coreografia de Patrick Servius. A identidade amazonense e as memórias de cada intérprete formam o eixo no qual o trabalho se desenrola.
A diretora da Contém, intérprete e assistente de direção, Francis Baiardi, define 'Presenças' como uma obra aberta. "Em alguns momentos trabalhamos com a improvisação, por isso é que digo que cada apresentação é única e especial", disse

FONTE: http://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2013/10/manaus-recebe-apresentacoes-gratuitas-do-espetaculo-presencas.html

 

terça-feira, 15 de outubro de 2013

PRESENÇAS NO JORNAL MANAUS HOJE

                               

       SAIU NO JORNAL MANAUS HOJE NO DIA 15.10.2013

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

PRESENÇAS ABRE TEMPORADA NO SESC!

                   SAIU NO JORNAL DIÁRIO DO AMAZONAS
                           NO DIA 14 DE OUTUBRO DE 2013

PRESENÇAS COMEÇA TEMPORADA!

 
SAIU NO JORNAL DEZ MINUTOS
NO DIA 14 DE OUTUBRO DE 2013.
 

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

sábado, 22 de junho de 2013

Informes sobre o Projeto Presenças.


 
 
 
 

O culminar de um projecto de intercâmbio internacional

"Presenças"

Uma peça coreográfica para quatro bailarinos brasileiros na tentativa para ser ancorada tanto em si - mesmo, permeável aos outros e os jogadores neste mundo.
A primeira residência de criação aconteceu de 15 de fevereiro a 31 de março de 2013, em Manaus.
 
Em agosto os artistas brasileiros serão recebidos em Marselha para segunda residência de criação durante o qual os processos serão  finalizados.


Este projeto foi premiado com o Klaus Vianna (Funarte, Ministério da cultura do Brasil), a assistência da Convenção Região PACA/Instituto Francês, cidade de Marselha e o Conselho Regional PACA, com o apoio da Dança de Objetivo de Marselha, KLAP casa de dança e o sótão do corpo.

Recebido pela dança do objetivo de Marselha...De FRICHE de la Belle pode 41 rue Jobin - 13003 Marselha - 04 95 04 96 42
Recebido pelo sótão do corpo...2, rue tiranos 13007 Marselha. 09 72 35 76 10 / 09 72 35 76 09

2 de agosto de 2013, às 08:30, acoreógrafa brasileira Francis Baiardi fará uma apresentação do espetáculo DINAHÍ.
 
Em 21, 22 e 23 de agosto de 2013 das 10h às 12 h, a coreógrafa vai oferecer uma oficina.
 
27 de agosto de 2013, às 17:30, a coreógrafa vai fazer uma palestra sobre profissionais de dança da Amazônia e do o Brasil.
 
De 26 a 30 de agosto de 2013 , o quarto será dada no estúdio de condição, seguido por um debate com o público.

N
os dias 24 e 25 de agosto de 2013, será organizado um encontro CAPOEIRA entre os Mestres Eliberto BARRONCAS e JURUNA.

No estúdio Souza...1 Rue Cadolive 13004 Marselha. 04 91 43 98 07 / 06 86 69 99 94


31 De agosto de 2013, como parte de um curso de treinamento internacional a coreógrafa brasileira Beth RIGAUD,artistas serão convidadas a ministrar alguns cursos:


Mestre Eliberto BARRONCAS vai oferecer uma introdução à Capoeira para o público em geral.

Alessany NEGREIROS proporá uma iniciação todos os públicos do Samba.

Adam SOUZA irá oferecer um curso de nível intermediário contemporâneo de dança.



quarta-feira, 29 de maio de 2013

Um Sentido Hoje por Patrick Servius



Nous sommes là, chargés de notre passé, face a notre avenir et dans le devoir de faire quelque chose de cette opportunité unique!"

Cette conviction chevillée au corps a guidé mes pas tout au long de cette création.

J'ai adoré ce temps de travail et la rencontre avec les danseurs de Manaus!

Ils ont su faire face à ma radicalité, à mes questionnements avec intégrité et sans jamais trahir de leur identité...!

J'ai reçu ce moment privilégié comme une remarquable leçon de vie car nous avons allègrement débordé le cadre du professionnel pour aller plus profondément à la rencontre de l'humain.

Nus sommes à la mi-parcours de cette création mais je sais "Présenças" vit déjà et vibre en chacun de nous.

Patrick Servius


"Estamos aqui carregando nosso passado, de frente para o futuro e o dever de fazer algo sobre esta oportunidade única!"

Esta convicção atrelada ao corpo tem guiado meus passos a toda esta criação.

Eu amei este tempo de trabalho e reunião com os dançarinos de Manaus!

Eles foram capazes de lidar com o meu radicalismo às minhas perguntas com integridade e sem nunca trair  sua identidade!

Recebi neste momento como uma notável lição para a vida, porque nós alegremente derramado sobre a estrutura do profissional e ir mais ao encontro do ser humano.

Estamos no ponto médio da criação desta, mas eu sei que "Presenças" já vive e vibra em todos nós.

Patrick Servius









quinta-feira, 25 de abril de 2013

O Olhar de Francis Baiardi sobre Presenças


O olhar sobre Presenças...

Primeira residência artística da obra de criação “Presenças”.

Para escrever impressões e sensações do que é vivido, sentido e imaginado no processo de construção da obra artística “Presenças” é necessário uma intensa profundidade ao interrogar-se, ao entender o significado de desnuda-se para mergulhar no seu íntimo, no que seja mais verdadeiro, se permitindo conhecer, além, do que você acha que já se conhece. Portanto, o início é a reflexão para responder tais indagações feitas para si mesmo e para os outros, devem ser do eu – corpo, e ouvir as respostas dos que estão presente no processo, como: o que faz cada um enquanto artista assumir a proposta do coreógrafo?  O porquê trocar experiências e vivências com um artista europeu, com uma cultura totalmente diferente da nossa? E o que essa experiência transformar ou contaminar o meu sentir, o nosso viver a dança? Qual o entendimento dos envolvidos do que seja identidade? Reflexões, questionamentos e respostas foram surgindo no decorrer do trabalho.   

Nesse primeiro contato, percebi que seria uma oportunidade de viver a dança de uma maneira profunda, de discutir um assunto tão atual e honesto. Perceber como uma temática tão forte pode fazer com que o intérprete mergulhe mais profundo na sua dança. Descobrir, me descobrir e me revelar foi preciso, para entregar, sentir e ser-eu, pois era esse o caminho que o diretor acreditava, extraindo do bailarino o que ele nem imagina mostrar.

Presenças interroga o intérprete de uma forma intrigante, porque é necessário buscar a integridade ao falar com o corpo, externalizando sentimentos e sensações, dando respostas intensas em alguns momentos, envolvendo toda a estrutura física e emocional do intérprete, sendo uma constante descoberta pessoal.

A procura pelo caminho que trilhamos ou queremos estar é um percurso que é proposto pelo diretor e coreógrafo, e, o que é interessante é ver como cada um carrega a sua história, memória e identidade, e a partir daí apresentar o material muito pessoal ao coreógrafo.

É muito bom perceber o envolvimento de cada pessoa que está na sala de dança, os bailarinos, os convidados observadores, o músico, a  artista que registra o audiovisual, enfim nesse momento todos fazem parte do espetáculo, todos se permitem envolver nessa construção artística.

Os dias trabalhados, os dias vividos em Presenças foram enriquecedores e únicos. A sensibilidade de como o Patrick conduz o trabalho, o respeito e entendimento de como se prepara o corpo no primeiro momento desse trabalho, o saber: escutar, sentir e o olhar para dentro são importantíssimos.  A preocupação de como o bailarino percebe o seu corpo no primeiro contato ao entrar na sala de dança, tudo é muito claro e cuidadoso.

Patrick Servius fala das seguintes informações de corpo:

Deixar o movimento fluir, a partir das conexões internas;

A sensibilização do bailarino para que possa responder aos estímulos dados no momento da criação;

 Os olhares externos influenciam no artista que pesquisa? Existi a troca de energia?

Todos que estão no processo se permitirem-se são afetados emocionalmente e psicologicamente;

A mudança do corpo (mente, espírito, matéria) em alguns aspectos, depois do dia trabalhado;

A reflexão de como sentir e dizer à dança que fazemos aqui...

Enfim, Patrick diz com o seu olhar:

Para estar “aqui” é preciso conhecer-se, é necessário saber qual o caminho e aonde você quer chegar.  Saber de sua história e assim poderá responder a si mesmo.

Presenças é mais intenso do que se pode imaginar...